Como utilizar os dedos no sexo?

Como utilizar os dedos no sexo?

 

Quer faça parte dos preliminares ou seja o evento principal, usar os dedos durante o sexo pode ser super agradável para pessoas com vulva – desde que seja bem usados. O estímulo sexual através dos dedos pode ser incrivelmente doloroso se não for feito direito! Felizmente, se estudar a anatomia da vulva um pouco e se comunicar com a sua parceria, você pode melhorar a sua técnica na hora de usar os dedos para dar prazer.

Por onde começar?

 

Vamos começar com uma breve lição de anatomia. 

 

A vulva é composta pelo monte púbis, os lábios internos, os lábios externos, o clitóris, a abertura vaginal e o períneo. Estas áreas são todas sensíveis ao toque, mas há alguns pontos de prazer que respondem particularmente bem ao estímulo com os dedos: o clítoris e o ponto G.

 

Você deve ter em mente que é realmente importante não tocar de uma vez com força as mais de 8.000 terminações nervosas super-sensíveis do clitóris com um início super intenso – não só isso pode ser embaraçoso, como também pode ser doloroso. Tocar e acariciar outras áreas da vulva como forma de facilitar a estimulação do clítoris é uma boa forma de começar. 

Use as duas mãos

Não tenha medo de usar ambas as mãos, ou coloque a outra mão para estimular o resto do corpo. Você pode massagear, estimular os mamilos, orelhas, pescoço, qualquer outra parte do seu corpo para tornar tudo mais dinâmico. E não se esqueça de tirar o anel e outros acessórios.

Use lubrificante sempre

E não se esqueça de usar lubrificante. O lubrificante torna tudo sempre melhor. Deixe fora a ideia de que a lubrificação natural é o suficiente: a umidade vaginal está sujeita às flutuações do corpo e pode ser afetada pela hidratação, hormônios, medicação e estresse. Em vez de deixar tudo ao acaso, comece a contar sempre com o lubrificante.

Escute sua parceria

 

À medida que as coisas esquentam, é importante sintonizar-se com a resposta corporal do seu parceiro, as direções que lhe dão e quaisquer sons que façam. Se mudar o ritmo ou a direção do seu toque e as coisas ficarem calmas, algo não está correto. Se o seu parceiro gemer, ofegar, a sua respiração ficar mais pesada ou se lhe disserem que gostam do que está fazendo, é seguro dizer que está no caminho certo. É interessante que treine com um massageador suave antes de aplicar muita força.

 

Comece devagar

Lembre-se, que não é uma maratona. As vulvas respondem bem a estímulos sensuais e lentos. Isto porque são necessários em média pelo menos 15 minutos de estimulação para que a vulva atinja o orgasmo. Masturbação não é um exercício de gratificação instantânea. 

No que as pessoas costumam errar?

Lembre-se, como todas as coisas no sexo, isso não é uma corrida, e o orgasmo não é o único objetivo. 

 

As pessoas vão com muita depressa e com muita força, quando só precisamos de ir devagar, e tocar as pessoas de uma forma que pensamos que elas vão gostar, com delicadeza e doçura. E não tenha medo de perguntar o que elas querem, e seja receptivo às indicações da sua amante.

 

Enquanto prática essas técnicas, lembre-se que pode demorar algum tempo para encontrar as formas específicas de estímulo que funcionam para a sua parceira. Há muitas formas de estimular uma vagina com os dedos. Continue a explorar e a experimentar coisas novas como por exemplo, um vibrador de dedo.

 

4.8/5 - (13 votes)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *